Homens&Pássaros

pesquisar

 
Terça-feira, 26 / 10 / 10

50 anos III

Um fio de cabelo branco no braço
- no braço esquerdo -
ao lado do coração.

Um calafrio frio no coração
- no coração assustado -
do homem cansado de tanto morrer.
(Eunápolis/ba/10:46hs)

publicado por Antonio Medeiro às 10:06
Quinta-feira, 28 / 01 / 10

Pergunta no Iraque

Mãe!
Por que criaram a bomba?

 

Bum!!!...

.
TõeRoberto

 

publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Sexta-feira, 11 / 12 / 09

Duro dura

Duro levantar cedo
duro feijão no caldeirão
dura produção
dura aceitação
duro sol a sol
duro final de mês
dura peregrinação
dura vida dura
mole morte dura
vem!

 

Os homens que verdejam os campos
esperam a encomenda
que nós
no caminhão vermelho
da história
levaremos em doses fortes,
na dura decisão de vencer.

.
TõeRoberto

publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Sábado, 12 / 09 / 09

A canção do olho

Abre
claro
fecha
escuro
abre
claro
fecha
escuro
abre
claro
fecha
claro(?)
escuro(?)
fecha...

.
TõeRoberto

publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Segunda-feira, 26 / 01 / 09

A 50 ª PEQUENA HISTÓRIA DE UM DIA

Poemas Escolhidos

 

Era linda a operária linda.

 

Às 05 da manhã descia alegre a cidade triste
a trautear canções pro se amor distante
pras manhãs distantes
àquilo que faz um homem e uma mulher iguais.

 

Era linda a operária linda
a esperar o ônibus
a fazer planos
de comprar, talvez, um vestido de chita
com o salário mínimo
de sua fábrica triste.

 

Era linda a operária linda
espancada até a morte
pra confessar sem saber
cadê o rádio de pilhas.

.
TõeRoberto-post in jampa/pb

música: Variada
publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Segunda-feira, 12 / 01 / 09

O ACONTECIMENTO I

Poemas Escolhidos

 

Jogo fora o anseio dos meus olhos:
cansado vim
cansado estou
cansado passo.

 

Não há nada nos limites desse tempo
que me faça esquecer todas as minhas mortes.

.
TóeRoberto-10:22-post in jampa/pb

música: Variadas
publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Domingo, 28 / 12 / 08

CORPO

Poemas Escolhidos

 

Um corpo é só um corpo
uma coisa
um fino objeto detalhado
definida engrenagem
morte/vida
infinito estremecer de nulidades.

 

Um corpo não tem forma
adquirida
determina-se pela força
das vaidades
detém em si uma vontade
resumida
no interior de sua carcaça
deleitada.

 

Define-se o corpo como corpo
porque não tem como ser asa
ou Via Láctea
porque um corpo é só um corpo
uma coisa
um fino objeto detalhado
um ser definitivo
definido
em não ser nada mais
que o espantalho.

.
TõeRoberto-10:08-post in jampa/pb

música: When He's Gone - Eva Cassidy
publicado por Antonio Medeiro às 05:44
Blog de TõeRoberto

Adamo&Isabelle

Julho 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Comentários recentes

  • Sem palavras, silenciou e falou.Sem Palavras! Caro...
  • Caro TõeRoberto,Exceto pela parte do dedo no vidro...
  • Elimine os filtros, Primo! Não é fácil... eu que o...
  • show de bola o texto, especialmente as frases fina...
  • Olá, desculpa o meu Português não escrever bem per...

mais comentados

Subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro