Homens&Pássaros

pesquisar

 
Terça-feira, 25 / 05 / 10

Grito

Depois é feito um grito:
depois de amanhecermos tristes
depois de decidirmos a vida
depois de nos situarmos findos
nos braços do amor impossível
do amor múltiplo - dividido
do amor que não soma - tira
do amor venerado - aflito
do amor indefinido - triste
do amor homicida - frio
do amor sem limites - rinha
do nosso vazio - místico
do nosso querer sem risco
de amanhecermos tristes
de decidirmos a vida
de nos situarmos findos
nos braços do amor impossível
feito um grito múltiplo - dividido
aflito - indefinido
imprevisível - antítese...
grito!!!

publicado por Antonio Medeiro às 11:31
Quinta-feira, 09 / 04 / 09

PERGUNTA (O AMOR?)

Existe o amor? ou o amor é um mito
ou o amor é um quisto
um fogo, um bicho
que arregaça a carne e arranca as tripas?
Ou o amor é um crime, um tiro, um grito
numa rua escura, no fim de uma trilha?

 

Existe o amor? ou o amor é um vício
ou o amor é um circo
no palco um arrepio
que o palhaço sente na hora do riso?
Ou o amor é o frio da neve, no rio
que encontra o mar no fim do caminho?

 

Existe o amor? ou o amor é turista
que chega, pergunta, viaja, conquista
e compra sem juros, sem prazo, sem vista
depois faz as malas, parte, desiste
não deixando rumo, nem nome, nem pista?
Ou o amor é nada, é estático, fixo
fruta polpuda jogada no lixo
cheio de cortes, manchas, bichos
que o pobre apanha, cheira, apincha
bem longe de todos os seus cupinchas?

 

Existe o amor? ou o amor não existe
ou é sonho, água, bruxa, feitiço
brilho de olhos de astro, artista?
Ou é dor de dentes, de rim, de ouvido
réu condenado, carrasco, martírio
ou é um instante movido a pilhas?

 

Existe o amor? ou o amor não existe
ou é selo, carta, mistério, magia
ave ferida, sem vôo, caída
no mangue, no brejo, no mar da Bahia?
Ou é um cavalo montado, ferrado
que galopa no espaço da noite e do dia
soltando um fogo verde-azulado
pelo couro, as patas, a boca e as crinas?

 

Existe o amor? ou o amor não existe
ou é cor, é fantasma, flechada, ardil
cilada armada com o riso sutil
que leva o cão a fugir do canil?
Ou é telegrama de gente que viu
a morte, a vida defronte o fuzil?
O amor é eterno ou é mortal e efêmero
como um homem hostil?
Ou o amor é cantiga de noite de frio
que aquece os ossos, dá força e dá brio?

 

Existe o amor? ou o amor não existe
ou é sono, anseio, fome, delícia
grito de guerra, fúria, carícia?
Ou o amor é um cego, no meio da pista
tentando escapar do risco de vida?
Ou o amor é peteca que dança
nas mãos e nos olhos de João e Maria?
Ou o amor é sevícia, tortura, ferida
preso nos porões do escuro da vista?

 

Existe o amor? ou o amor não existe
ou é sangue, carne, suor, combustível
fita de chita comprada em butique?
Ou o amor é uma flor muito rara e bonita
nascida da lua e de um sopro de vida?

 

Existe o amor? ou o amor não existe
ou é homem, mulher, criança, rixa?
Ou é simplesmente o cheio e o vazio?
O amor?

.
TõeRoberto-post in férias por aí/br

música: Virada
publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Sábado, 28 / 03 / 09

A NOITE VII

Um cão
cachorro louco
ladra pra lua
uma consolo.

 

Um gato
felino arisco
mia pra D'Alva
um aviso.

 

Uma coruja
pássaro sinistro
pia pro Halley
um armistício.

 

Um homem
animal aflito
fala pro universo
um grito.

.
TõeRoberto-post in férias por aí/br

música: Variada
publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Sexta-feira, 27 / 02 / 09

NOITE II

Poemas Escolhidos

 

À noite
(repentinamente)
um grito
(aniquilamento)
esvai-se
(peremptoriamente)
nos braços
do incansável vento.

.
TõeRoberto-post in jampa/pb

música: Variada
publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Sábado, 13 / 12 / 08

O ACONTECIMENTO XXVII

Poemas Escolhidos

 

Aos poucos nossos olhos fecharam:
relutantes pálpebras, pesados cílios
mesclado escuro de famintas luzes.

 

E cegos, terrivelmente cegos
vislumbrávamos, claros
na escuridão da alma
o vivo movimento de milhões de olhos
de milhões de olhos multicoloridos
supostamente as chamas semi-sufocadas
do nosso amor reconstruindo o grito.

.
TõeRoberto-09:24-post in jampa/pb

música: Tempo Perdido - Legião Urbana
publicado por Antonio Medeiro às 04:09
Blog de TõeRoberto

Adamo&Isabelle

Julho 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Comentários recentes

  • Sem palavras, silenciou e falou.Sem Palavras! Caro...
  • Caro TõeRoberto,Exceto pela parte do dedo no vidro...
  • Elimine os filtros, Primo! Não é fácil... eu que o...
  • show de bola o texto, especialmente as frases fina...
  • Olá, desculpa o meu Português não escrever bem per...

mais comentados

Subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro