Textos Escolhidos

 

Meu filho adolescente amanheceu grávido!

Com exame e tudo!: "o saco gestacional mede..."

Puta merda!, pensei.

Foi um impacto profundo: "o asteróide Y se chocará com a terra em..."

Falatório coletivo: Blablablá! Blablablá! Blablablá!

Sermões apocalípticos: "Cê tá fodido!" "Cê se ferrou!" "Se lascou!" "Arrumou sarna pra se coçar!" "Adeus mocidade!" "Adeus viagens à Bahia!" "Adeus Universo Paralelo!" "Adeus Liberdade!" "Quem nunca comeu melado quando come se lambuza!"

Admonições: "O mundo tá difícil!" "Mais um ser humano pra sofrer!" "Emprego, médico, aluguel: tudo pela hora da morte!" "E o preço do leite, meu Deus?"

A irmã, eufórica!

A mãe, com os olhos cheios d'água!

Os grávidos, com as carinhas assustadas: parecia que tinham chutado o pau que escora o mundo.

Eu, o coração palpitando, nó na garganta!

Mas, o dia passou, o mundo não acabou e nós e os grávidos, às gargalhadas, sobrevivemos.

Achamos que existe uma idade correta pra se ter filhos. Na verdade, nunca estamos totalmente preparados para eles.

São sempre uma surpresa! São sempre ousados, não marcam hora! Quando vêm, vêm mesmo! E exigem!

À noite, olhei para o meu filho, grávido, com mais atenção: percebi um rosto bonito, sereno e umas penuginhas douradas no rosto e no bigode. Pensei comigo mesmo: o bichinho já virou homem! O danadinho já é um homem!

Não há mais nada que eu possa fazer!

É inevitável: ele vai ser pai! E eu avô mais uma vez! 
A promessa de vida deve ser sempre comemorada com paz, alegria e otimismo. Ergamos um brinde à vida e ao ser que vai nascer. O mundo não é tão ruim quanto dizem.

Seja bem-vindo, Cauê, Nayanna ou Jaya, não importa a cor, a religião ou o sexo!
.
TõeRoberto-09:27-post in jampa/pb

música: Ao Que Vai Chegar - Toquinho
publicado por Antonio Medeiro às 03:57