Homens&Pássaros

pesquisar

 
Domingo, 22 / 02 / 09

MEU AMIGO OTTO

Textos Escolhidos

 

Ou Ottomizio!...

64 anos, teimoso, pressão sob pressão... fico imPRESSIONADO!

O danado é criança! Arteiro, sem-vergonha, bem-humorado, pronto para o que a vida oferecer.

Sempre disposto pro que der e vier.

Lhe disse: você não está na terceira idade!

"Tenho 64 anos!"

Pra entrar na terceira idade o sujeito tem que ter juízo, e isto você não tem!

Risos.

Verdade seja dita: tem gente que teima em não envelhecer. Meu amigo Otto é um! Falta-lhe juízo para envelhecer.

Sua cachacinha, seu uisquinho, sua cervejinha, gordurinha de picanha... uma esposa jovem - adepto total a todos os prazeres da vida.

É um batalhador/ralador, mas ao mesmo tempo um bom vivant.

Aplausos para o meu amigo Otto!

A vida é generosa para quem vive com todas as sensações à que tem direito.

Sejamos Ottos, na vida! Nada de juízo! Nada de achar que prazer é um direito dos jovens.

Ave, Otto! A sua falta de juízo nos leva a viver melhor.
.
TõeRoberto-post in jampa/pb

música: Variada
publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Sexta-feira, 13 / 02 / 09

OFÍCIO

Poemas Escolhidos

 

Esse é o ofício do mar:
dar vidas tirar vidas
não dormir
não acordar
cobrar do intruso moreno
o preço dos que se
distraem.

 

Avançar
recuar
esbranquiçar
esverdear
agitar
acalmar
sonhar na praia o peixe
para a criança brincar.

 

Esse é o ofício do mar:
dar
e tirar
não dormir
não acordar
não odiar
e não amar.
.
TõeRoberto-post in jampa/pb

música: Variada
publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Terça-feira, 13 / 01 / 09

OS CORAÇÕES

Textos Escolhidos

 

Quando Ariovaldo morreu, o médico ficou perplexo: ele não tinha 01 coração, tinha 02 corações vermelhos... enormes.

Não tinha cérebro: no lugar, o 2º coração.

O médico, na autópsia, descobriu coisas intrigantes a respeito de Ariovaldo.

Por exemplo:

Viu que com o coração nº 01, o normal, Ariovaldo sobrevivia: com ele o sangue circulava, ele respirava... mantinha-se vivo.

Com o 2º coração, o que nasceu no lugar do cérebro, Ariovaldo torcia pelo Flamengo - era Flamenguista, o coração rubro-negro - suspirava, curtia os filhos, amava a mulher, os amigos; ajudava os velhinhos a atravessar as ruas, dava esmolas, alimentava e cuidava de 50 gatos e cães vira-latas.

Com ele agradecia a Deus por tudo que tinha, deixava transparecer sua pureza, seu despojamento, a honestidade da sua alma imaculada e virgem.

Protegia baratas, aranhas, moscas, escorpiões, dava o finalzinho do sorvete de casquinha para uma criança, na rua; aguava as flores do vizinho, dava migalhas aos pássaros, oferecia o último cigarro a quem quer que fosse... vivia no banco de sangue oferecendo o seu para salvar o próximo.

Na autópsia, o médico descobriu também que Ariovaldo não morrera de enfarte, conforme estavam dizendo.

Estava tudo lá. Os corações de Ariovaldo eram 02 livros abertos... 02 diários com uma página cada 01, para cada 01 dos dias dos últimos 30 anos.

Lá estavam: 21.900 páginas com uma única palavra em cada uma delas: - Edileuza.

Ariovaldo morrera com os corações partidos.

Partidos pela indiferença da Prima Edileuza a quem amou, em segredo, por 30 anos e que, hoje, no dia da sua morte, casara-se, sem convites, com o Primo Percivaldo Siqueira.

Casara-se cheinha de amor e sutilezas... com aquele vestidinho vermelho decotado, motivo dos ais e dos suspiros secretos de Ariovaldo.

O médico descobriu 30 pequenas fraturas em cada um dos corações de Ariovaldo.

E 02 grandes fraturas causadas por um grande terremoto - 10 graus na escala Richter - que aconteceu no peito de Ariovaldo: Os 02 corações, num estalo, partiram-se em 04.

Ariovaldo se foi.

No velório, a Prima Edileuza esboçou uma lágrima... e ficou nisso.

Ariovaldo suspirou fundo... e 01 lágrima silenciosa escorreu do seu olho esquerdo.
.
TõeRoberto-11:16-post in jampa/pb

música: Variadas
publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Sábado, 18 / 10 / 08

O POVO

Poemas Escolhidos

 

Vi ontem
na praça
o povo.

 

Nem velho
nem criança
nem moço.

 

No meio
da praça
de novo
somente
o povo
de novo.

.
(Fonte: Poema - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB
.

música: Antes Que Seja Tarde - Ivan Lins
publicado por Antonio Medeiro às 04:01
Blog de TõeRoberto

Adamo&Isabelle

Julho 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Comentários recentes

  • Sem palavras, silenciou e falou.Sem Palavras! Caro...
  • Caro TõeRoberto,Exceto pela parte do dedo no vidro...
  • Elimine os filtros, Primo! Não é fácil... eu que o...
  • show de bola o texto, especialmente as frases fina...
  • Olá, desculpa o meu Português não escrever bem per...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro