Homens&Pássaros

pesquisar

 
Sexta-feira, 16 / 12 / 11

Fobias

Estou aqui, sentado no canto da sala!


Foi o lugar que achei pra me esconder do mundo... de mim mesmo, mas sei que este não é o lugar!


Pensei em me esconder no lugar mais alto do mundo, mas sou acrofóbico.


No lugar mais escuro do mundo, mas sou acluofóbico.


No menor espaço do mundo, mas sou claustofóbico.


No lugar mais profundo do oceano, mas sou batofóbico.


No lugar mais movimentado do mundo, mas sou agorafóbico.


Pensei em me esconder dentro da minha cabeça, mas sou ideofóbico.


Pensei... mas sou fronemofóbico.


E, na verdade, quero apenas me esconder de mim mesmo, mas sou autofóbico.


Quero, mesmo com os meus medos, achar a minha solução.


Quero enfiar a alma dentro do coração.


Quero me excluir do mundo, no que se refere à minha abstração.


Deitar a cabeça na palma da mão, com aquele ar de biofóbico, gente que tem medo da... ah, você sabe do que estou falando!


E dormir!


Que é no sono que está o lugar mais seguro do mundo.


A não ser quando as ondas gigantes invadem, na madrugada insone - sou cimofóbico -, e sonho que não vou mais acordar.


E me debato desesperado nas ondas imensas do sonho, mergulhado na minha fobofobia.


E me sinto agliofóbico.


Solitário.


Pensando numa gigantesca palavra para explicar as minhas atitudes, mas sou hipopotomonstrosesquipedaliofóbico.


E choro, mas sou catagelofóbico.


E também oneirofóbico!


E...


TõeRoberto

publicado por Antonio Medeiro às 15:13
Terça-feira, 26 / 10 / 10

50 anos III

Um fio de cabelo branco no braço
- no braço esquerdo -
ao lado do coração.

Um calafrio frio no coração
- no coração assustado -
do homem cansado de tanto morrer.
(Eunápolis/ba/10:46hs)

publicado por Antonio Medeiro às 10:06
Terça-feira, 12 / 10 / 10

50 anos II

O coração não amanhece como antes:
pacato, alegre, festivo.
O coração amanhece tenso,
triste, de luto.

O coração já não tem ritmo,
atrapalha-se ao som de sua orquestra,
erra o passo, desafina
e definha-se nas entranhas da mesmice,
palco sem plateia da velhice.
(Eunápolis/ba/10:43hs)

publicado por Antonio Medeiro às 09:49
Segunda-feira, 23 / 11 / 09

O relógio

No quarto
na parede fria
ronca o relógio
máquina sádica
levando com ele
a cada ronco triste
um pedacinho
da minha alma alada.

 

E eu calado
imerso na vida
ouvindo o ronco
nem sei mais do quê
me confundo todo
neste desatino
mergulhando fundo
nesta solidão
não sabendo ao certo
se é o relógio louco
ou se são as cordas
do meu coração.

.
TõeRoberto

publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Quarta-feira, 21 / 10 / 09

Negócios&Oportunidades

Doa-se um Coração Partido.

Especificações técnicas:

Estado: De dar pena.

Cor: Roxo de amor.

Atividade: Bate uma a outra falha.

Tempo de uso: 20 anos.

Proprietários: Única dona.

Idade: 1/2 idade.

Perfil: Um Coração aberto... mas partido.

Interessados: De preferência mulher.

História: Amou, não foi amado... mais nada.

Motivos: a dona o trocou pelo coração do porteiro.

A quem possa interessar procurar José Leal, na cidade de Jampa/PB.

PS:

Foi corno, mas leal... por 20 anos!

.
TõeRoberto

publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Domingo, 06 / 09 / 09

Infraestrutura

Há mais que o coração reestruturado
reencontrado
recompensado
há o desatino humano
em formas de estrias vermelhas
como estas de pintores loucos
de quadros caóticos
de alminhas ascéticas
que brincam noturnamente nos museus
de fazer susto nas crianças puras.

.
TõeRoberto

publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Quinta-feira, 05 / 02 / 09

RUA DIREITA

Poemas Escolhidos

 

Um ai
um ei
um oi
um ui
um quê
um ser
vem silencioso
no estouro
da boiada.

 

Não passamos
de um ir e vir
sem coração
e sem cara.
.
TõeRoberto-post in jampa/pb

música: Variada
publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Blog de TõeRoberto

Adamo&Isabelle

Julho 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Comentários recentes

  • Sem palavras, silenciou e falou.Sem Palavras! Caro...
  • Caro TõeRoberto,Exceto pela parte do dedo no vidro...
  • Elimine os filtros, Primo! Não é fácil... eu que o...
  • show de bola o texto, especialmente as frases fina...
  • Olá, desculpa o meu Português não escrever bem per...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro