Homens&Pássaros

pesquisar

 
Domingo, 29 / 11 / 09

Momentos

Abra os olhos, acorde,
sinta nos lábios o roçar dos meus,
escute, lá fora, no passar da noite,
o apito do guarda,
o miado do gato,
a mostrarem o instante do reviver.

 

Ajuste o compasso,
calcule a trajetória
e trace nesse beijo a parábola da vida,
depois levante-se, assim,
que não é hora
de demonstrar nos olhos a dor infinda.

 

Abrace-me! Beije-me!
Faça-me seu!
Olhe agora para minha face,
murmure comigo a palavra mágica;
agora deite-se, feche os olhos,
durma!
e aguarde o encanto dessa cena.

.
TõeRoberto

publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Sexta-feira, 30 / 01 / 09

PASSO

Poemas Escolhidos

 

A cada passo do passo
o espaço do passo
é o contrapasso no compasso
do cansaço do palhaço.

 

Cada passo do palhaço
no espaço do passo
não passa de um passo
fadado ao fracasso.

 

Se é fadado ao fracasso
cada passo do palhaço
no espaço do passo
então cada espaço
do palhaço no passo
não passa de um espaço
fadado ao fracasso
de ficar sem compasso.
.
TõeRoberto-post in jampa/pb

música: Variada
publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Blog de TõeRoberto

Julho 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Comentários recentes

  • Sem palavras, silenciou e falou.Sem Palavras! Caro...
  • Caro TõeRoberto,Exceto pela parte do dedo no vidro...
  • Elimine os filtros, Primo! Não é fácil... eu que o...
  • show de bola o texto, especialmente as frases fina...
  • Olá, desculpa o meu Português não escrever bem per...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro