O poema da folha
branca, branda, ampla
quadrática
sistemática
burocrática
de timbre dourado
bitolado
o poema sem cor
branco, brando, amplo
confina-se ao acaso.

 

O poeta antilírico
quadratizado
sistematizado
burocratizado
bitolado

relê
trelê
e fica triste
com a impossibilidade
de fazê-lo belo.

.
TõeRoberto

publicado por Antonio Medeiro às 05:00