A chuva cai
no meu interior (?)
longínquo.

 

Ai!
Como é bela
a cisma
a rima
desse poema agora
que chora
(outrora)
imola-se
e saí por aí.

 

(Soluço!)

.

TõeRoberto-post in jampa/pb

música: Variada
publicado por Antonio Medeiro às 05:00