Homens&Pássaros

pesquisar

 
Terça-feira, 25 / 05 / 10

Grito

Depois é feito um grito:
depois de amanhecermos tristes
depois de decidirmos a vida
depois de nos situarmos findos
nos braços do amor impossível
do amor múltiplo - dividido
do amor que não soma - tira
do amor venerado - aflito
do amor indefinido - triste
do amor homicida - frio
do amor sem limites - rinha
do nosso vazio - místico
do nosso querer sem risco
de amanhecermos tristes
de decidirmos a vida
de nos situarmos findos
nos braços do amor impossível
feito um grito múltiplo - dividido
aflito - indefinido
imprevisível - antítese...
grito!!!

publicado por Antonio Medeiro às 11:31
Quarta-feira, 21 / 10 / 09

Negócios&Oportunidades

Doa-se um Coração Partido.

Especificações técnicas:

Estado: De dar pena.

Cor: Roxo de amor.

Atividade: Bate uma a outra falha.

Tempo de uso: 20 anos.

Proprietários: Única dona.

Idade: 1/2 idade.

Perfil: Um Coração aberto... mas partido.

Interessados: De preferência mulher.

História: Amou, não foi amado... mais nada.

Motivos: a dona o trocou pelo coração do porteiro.

A quem possa interessar procurar José Leal, na cidade de Jampa/PB.

PS:

Foi corno, mas leal... por 20 anos!

.
TõeRoberto

publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Quarta-feira, 30 / 09 / 09

Conformismo

Tenho amor ao meu governo
porque tenho o que comer
o que beber, o que amar.

 

Se como, se bebo, se amo
e com isso sou feliz
pra que vou querer pensar?

.
TõeRoberto

 

publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Segunda-feira, 31 / 08 / 09

Meu único amor

Meu único amor é aquele que não tive
aquele que não partiu
que ficou solitariamente
na estação de Guaranésia
dando com o lenço com o mesmo amor
com que os vietnamitas
balançavam as suas bandeiras vermelhas.

 

Meu único amor é meu único amor
que tive e que não tive
por motivos de separação preconcebida
por motivos de insensibilidade
perante o apito do trem
que naquela tarde solitária
esqueceu-se de soltar fumaça
naquela tarde que nós dois
naquela tarde
amamos o nosso amor mundano
o nosso amor sem dono
o nosso amor platônico
o nosso amor...

.
TõeRoberto

publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Domingo, 01 / 02 / 09

A XIVª PEQUENA HISTÓRIA DE AMOR

Poemas Escolhidos

 

Após teu amor, Juliana
eu não amei mais ninguém
meu amor foi contigo
naquela noite no trem.

 

Aí fiquei tão vazio
tão sozinho
tão só sem
que a cada apito que ouvia
eu pensava que era o trem.

 

Aí ficava esperando
tão aflito por teu bem
que meu coração não batia
soltava fumaça também
fazia barulho de ferros
e pulava feito o trem.

.
TõeRoberto-post in jampa/pb

música: Variada
publicado por Antonio Medeiro às 05:00
Domingo, 21 / 12 / 08

O AMOR

Poemas Escolhidos

 

Eu - pobre de mim!
pensava que o amor fosse um rosário
de contas verdes sem fim
onde à tarde
ao nos sentarmos
ante o mesmo céu carmim
passássemos as mãos pelas contas
rezando um terço sem fim.

 

Pobre de mim!
.
TõeRoberto-10:02-post in jampa/pb

música: Faltando Um Pedaço - Djavan
publicado por Antonio Medeiro às 05:26
Segunda-feira, 17 / 11 / 08

O SILÊNCIO LATIDO

Poemas Escolhidos

 

Cadê meu travesseiro?
A noite chegou
o amor me aperta.

 

Sossega, amor!
Não quero brincar de sofrer.

 

Amor durão
travesso
velho!
Amor eterno!

 

O silêncio do amor é doído.

 

Na rua,
o cachorro late sua velha canção.

 

Eu penso
silenciosamente penso
no latido que ouço!...

.
(Fonte: Poema - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB

música: Dans La Nuit - Sarah Brightman
publicado por Antonio Medeiro às 03:54
Blog de TõeRoberto

Adamo&Isabelle

Julho 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Comentários recentes

  • Sem palavras, silenciou e falou.Sem Palavras! Caro...
  • Caro TõeRoberto,Exceto pela parte do dedo no vidro...
  • Elimine os filtros, Primo! Não é fácil... eu que o...
  • show de bola o texto, especialmente as frases fina...
  • Olá, desculpa o meu Português não escrever bem per...

Subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro