Homens&Pássaros

pesquisar

 
Quarta-feira, 21 / 03 / 12

Multiplicando o DNA

Xinguem-me, execrem-me, fodam-me...

 

Me chamem de babaca.


Mas este negócio de multiplicar DNA é um saco.


Uma filha com a sua cara?


Legal!


Um filho com o seu gênio?


Deus nos acuda!


E o que é o DNA na prática?


Um moço, uma moça, bonitos, pintosos, fofos que, na prática, gostam de você?


Mais ou menos.


Na verdade eles são pessoas adultas que questionam o tempo todo o seu modo de educar... de conviver.


E você fica o tempo todo tentando convencê-los que a vida é foda.


Que se não correrem atrás do prejuízo a danada vai mastigá-los.


Vai degluti-los como um bombom macio e doce.


E daí?


É o que dizem.


Eu fico olhando e pensando.


A juventude, os filhos, pensa que a mordomia oferecida pelos pais é eterna.


Esquecem que morremos e que vão ficar no mundo com a sua rebeldia sem causa.


Com os seus 'gênios' difíceis sem ninguém para suportá-los.


Porque o mundo longe da barra da calça/saia do papai e da mamãe é de crueldade extrema.


E só vão entender isto daqui alguns anos.


Quando, talvez, seja tarde demais.


É uma pena!


Eles resistem à nossa tentativa de vê-los bem, tranquilos e felizes.


Vivendo num futuro próximo.


Educando seus filhos para a vida com mais competência que nós...


Que vivemos dando murro em ponta de faca, carregando água com a peneira...


E com o coração na mão!


TõeRoberto

publicado por Antonio Medeiro às 18:14
Sexta-feira, 09 / 03 / 12

Lua alcoólica

A mulher e a caipirinha

o demônio e o inferno

dentro de mim.


Ninguém me mataria hoje

ninguém me beijaria

ninguém me cuspiria

ou xingaria minha mãe.


Ninguém sabe

mas há muito tempo

a vida não termina hoje

nem amanhã

quem sabe no mês que vem.


Não me importo:

amor, posição, dinheiro

as três estações do homem

ninguém sabe, nem saberá!


A noite comprida

esta rua estreita

ninguém sabe o que será.


Sejamos compreensivos

com esta lua alcoólica.


Vem comigo

a mulher espera

com as tetas...
e o cigarro na boca.

Ninguém sabe

mas a mulher espera

há mil e novecentos anos

ela espera que a gente entenda

que nas tetas malabaristas

está escondida a vida.


Ninguém sabe, nem saberá!

 

TõeRoberto

publicado por Antonio Medeiro às 20:11
Sexta-feira, 02 / 03 / 12

Comeram meu 'S'

Eu nasci com um 'S' no final do meu sobrenome.


A burocracia, com o passar dos anos, comeu o meu 'S'.


E comeu o 'S' do sobrenome da minha mãe.


E comeu mais alguns 'Ss' que meus parentes ainda não descobriram.


E a ausência do meu 'S' está, hoje, transformando a minha vida num personagem Kafkiano.


Perdi a minha identidade, tirei outra.


Aí a burocracia devolveu o 'S' roubado da minha mãe.


E o 'S' ressuscitado da minha mãe passou a infernizar a minha vida.


E descobri, perplexo, que depois de tantos anos trabalhando, recebendo salário, pagando imposto, fazendo empréstimos, eu não existo mais.


Fui abrir uma conta no banco:


Eu, com minha identidade nova - com o 'S' ressuscitado da minha mãe -, não existo mais pra Receita Federal.


Não posso abrir conta, não posso fazer crediário, não posso comprar um imóvel, não posso casar, não posso fazer nada... nem morrer!


O sistema só me reconhece com o 'S' roubado da minha mãe.


Com ele de volta me transformei num ser virtual, que só existe pra família e amigos.


Dizem que é fácil consertar.


É só devolver à Receita Federal o 'S' da minha mãe.


Mas tenho certeza que quando eu fizer isto alguém vai chiar.


Posso não receber o meu salário, posso não poder movimentar a minha conta que tem mais de 30 anos, posso ser preso indevidamente.


E tudo por conta de um pequenino 'S', de quem, por sinal, nem sou muito fã.


De uma coisa eu tenho certeza:


Esse 'S' ainda vai dar muito que falar.


A burocracia é uma senhora muito cruel, lerda... e burra!


E mora no Brasil!


TõeRoberto

publicado por Antonio Medeiro às 18:04
Blog de TõeRoberto

Adamo&Isabelle

Março 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Comentários recentes

  • Sem palavras, silenciou e falou.Sem Palavras! Caro...
  • Caro TõeRoberto,Exceto pela parte do dedo no vidro...
  • Elimine os filtros, Primo! Não é fácil... eu que o...
  • show de bola o texto, especialmente as frases fina...
  • Olá, desculpa o meu Português não escrever bem per...

mais comentados

Subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro