Homens&Pássaros

pesquisar

 
Quarta-feira, 31 / 12 / 08

PIADA

Textos Escolhidos

 

Outro dia me perguntaram:

"Quais são as 03 melhores coisas da vida?"

Respondi na lata: muié, dinheiro e o bicho de pé!

Bicho-de-pé?

É! Que adianta ter muié e dinheiro se o 'bicho' não ficar de pé!

O brasileiro perde o amigo, mas não perde a piada.

Nós somos um povo piadista.

Fazemos piada de tudo. Rimos de nós mesmos. Somos autofágicos na questão da exposição da nossa própria imagem.

Rimos do marido traído, o popular corno. Rimos do governo. Tiramos sarro do padre, dos negros, dos branquelos, dos índios, do delegado, dos loucos, dos miseráveis, dos patrões.

Gozamos os homossexuais, os turcos, as mulheres, as putas, os anões, os gigantes, os feios.

Morremos de rir dos gordos, dos magros, das louras, dos aleijados... dos portugueses.

Fazemos piadas racistas e preconceituosas.

E rimos!

Somos hienas: trepamos uma vez por ano, comemos merda e... daaamos risadas!!!

Pergunto: a gente ri do quê?

Eu não tenho a menor idéia!

Por favor! Pesquise, chegue a uma conclusão e me informe.

Eu quero entender por que eu vivo rindo.

Os mineiros dizem que rir "desopila" o fígado.

Alguém pode me informar o que é "desopila?"

Ah! Ah! Ah! Acabei de me lembrar aquela do português!

O português...
.
TõeRoberto-11:02-post in jampa/pb

música: Águas De Março - Tom Jobim&Elis Regina
publicado por Antonio Medeiro às 05:57
Terça-feira, 30 / 12 / 08

ECO

Poemas Escolhidos

 

Um canto de pássaro
ferido
acuado
enclausurado
ecoa na lagoa.

 

Não é à-toa
que a lagoa
que não é má
nem boa
esse canto
acalanto
desencanto
de voz de pássaro
à-toa ecoa
ecoa...
ecoa...
ecoa...

.
TõeRoberto-10:10-post in jampa/pb

música: A White Shade Of Peale - Pholhas
publicado por Antonio Medeiro às 05:49
Segunda-feira, 29 / 12 / 08

PERDÃO

Textos Escolhidos

 

Nós, brasileiros, precisamos de um perdão.

Alguém, alguma entidade, algo divino precisa nos perdoar, nos redimir perante nós mesmos.

Precisamos desse perdão antes de morrer. Morrer carregado de pecados nos condena a um remorso eterno.

Nossos pecados são hediondos e... atávicos!

Acumulamos pecados de nossos antepassados.

O Brasil sempre foi um país cruel.

Li, outro dia, que de todos os países do mundo, o Brasil é o único onde a elite nunca desembolsou, de verdade, um centavo sequer para melhorar a vida das pessoas.

O brasileiro, em geral, trata muito mal os seus pobres, as suas empregadas domésticas, os seus negros, as suas crianças carentes, os seus hospitais e escolas públicas, os seus índios, os seus desempregados, os seus velhos, os seus subservientes.

O Brasil é a décima economia do mundo, mas isso pouco reflete na qualidade de vida da maioria dos brasileiros.

Chegará um dia em que será a 1ª economia mundial com a pior distribuição de renda do planeta.

No Brasil, os ricos estão ficando muito ricos.

Os pobres continuam na penúria.

Distribuição de renda no Brasil é esmola do governo.

A elite aplaude e desconta as suas doações do imposto de renda.

Precisamos de um perdão, com urgência!

O diabo prepara o caldeirão de óleo fervente.

O próximo prato é um brasileiro.

Enquanto o diabo se alimenta, o Brasil se fode... nós caímos de joelhos.

Nos perdoe, por favor!

.

TõeRoberto-10:31-post in jampa/pb

música: Moro No Brasil - Seu Jorge
publicado por Antonio Medeiro às 06:00
Domingo, 28 / 12 / 08

CORPO

Poemas Escolhidos

 

Um corpo é só um corpo
uma coisa
um fino objeto detalhado
definida engrenagem
morte/vida
infinito estremecer de nulidades.

 

Um corpo não tem forma
adquirida
determina-se pela força
das vaidades
detém em si uma vontade
resumida
no interior de sua carcaça
deleitada.

 

Define-se o corpo como corpo
porque não tem como ser asa
ou Via Láctea
porque um corpo é só um corpo
uma coisa
um fino objeto detalhado
um ser definitivo
definido
em não ser nada mais
que o espantalho.

.
TõeRoberto-10:08-post in jampa/pb

música: When He's Gone - Eva Cassidy
publicado por Antonio Medeiro às 05:44
Sábado, 27 / 12 / 08

HOTEL

Textos Escolhidos

 

Você já viu aquela propaganda de hotel?

"Na sua viagem de férias, hospede-se no Hotel XY e sinta-se em casa."

Acho muito estranha essa propaganda!

Por que cargas d'água eu vou sair de férias, viajar 3000 km para me sentir em casa?

Quando saio de férias, saio de férias de tudo: do trabalho, de casa, da cidade, da rua, do carro, do supermercado, do vizinho, do cachorro... de mim!

Por que vou pagar os olhos da cara para me sentir em casa?

E o pior: é propaganda enganosa!

Pense:

Não existe lugar nem igual, nem melhor do que a minha casa.

Em casa, eu faço a minha comida.

No hotel não tem louça para lavar.

Eu não posso deixar os sapatos e a cueca no saguão do hotel.

Não posso deixar a meia e a camisa no corredor.

Não posso deixar a calça pendurada na maçaneta da porta do quarto.

Não posso andar pelado pelo hotel.

Não posso peidar fora do quarto.

E todas as vezes que eu entrar no hotel, o meu cachorro não vai pular em mim.

E o pior dos enganos: com o preço da diária eu, minha mulher, meus filhos e o cachorro comemos o mês inteiro em casa.

Não caia nessa!

Se você for viajar para sentir-se em casa é melhor comprar uma barraca e acampar no quintal da sua casa.

É bem mais barato e muito divertido!

Sua mulher vai a...do...rar!

Boas férias!!!
.
TõeRoberto-10:29-post in jampa/pb 

música: Isle Of Capri - Billy Vaughn
publicado por Antonio Medeiro às 09:20
Sexta-feira, 26 / 12 / 08

A BUSCA

Poemas Escolhidos

 

Para Marco Antônio Pietragalla

 

Busquei em vão
a explicação do ato.

 

Julguei-me vivo
por questão de medo.

 

Amei a morte
por mero disfarce.

 

Pulsei as veias
pra matar suspeitas.

 

Brilhei os olhos
pra fingir-me claro.

 

Movi os lábios
pra fazer-me lindo.

 

Amei o intacto
pra fugir da briga.

 

Forjei o enredo
do malabarista.

 

Subi na corda
fui um mau artista.

.
TõeRoberto-10:06-post in jampa;pb

música: Every Day Of My Life - Bobby Vinton
publicado por Antonio Medeiro às 04:42
Quinta-feira, 25 / 12 / 08

É NATAL!

Textos Escolhidos

 

O natal é a festa da hipocrisia absoluta.

É a data onde as pessoas sozinhas ou em grupos, se superam na sua individualidade.

As diferenças se acentuam; os olhos das crianças pobres ficam maiores, seus desejos se multiplicam e fica bem visível o tamanho da boca do abismo que separa as classes sociais.

E tudo é muito natural!

Tudo transcorre na mais absoluta paz!

Os políticos comemoram suas vitórias.

Os corruptos contam seus metais.

A igreja pensa que cumpre sua parte.

A classe média se enche de álcool e colesterol.

Os supermercados engordam suas barrigas gordas.

Os pobres ficam com o resto da grande festa da hipocrisia.

O símbolo da festa, para a maioria dos crentes, fica em segundo plano.

O grande espetáculo é a ostentação.

As esmolas se multiplicam!

As pessoas ficam mais generosas no seu egoísmo e purgam seus pecados distribuindo migalhas aos mais necessitados.

O espetáculo é infame!

Os jornais, as revistas, as rádios e as tevês aplaudem.

Organizam a coleta da esmola em grande estilo: atores, empresários, políticos, músicos, apresentadores, cronistas, jornalistas cumprem seu papel da maneira mais vergonhosa, da maneira mais explícita.

E tudo acontece diante dos olhos do Brasil, um dos países do mundo de índole mais perversa, mais dissimulada e mais desavergonhada no que se refere à distribuição de renda.

Jingle bell! Jingle bell! Jingle bell!

É assim que escreve?

.

TõeRoberto-12:25-post in jampa/pb

música: Jingle Bells - Disney's
publicado por Antonio Medeiro às 07:10
Blog de TõeRoberto

Adamo&Isabelle

Dezembro 2008

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9

Comentários recentes

  • Sem palavras, silenciou e falou.Sem Palavras! Caro...
  • Caro TõeRoberto,Exceto pela parte do dedo no vidro...
  • Elimine os filtros, Primo! Não é fácil... eu que o...
  • show de bola o texto, especialmente as frases fina...
  • Olá, desculpa o meu Português não escrever bem per...

mais comentados

Subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro