Homens&Pássaros

pesquisar

 
Terça-feira, 30 / 09 / 08

A 7ª PEQUENA HISTÓRIA DE UM DIA

Poemas Escolhidos

 

Sem graça?
Será o dia sem graça
pra alguém que fez o que fiz?


Dei beijos na minha amada
chorei um pouco...
sorri!


Fiz 35 poemas
fechei os olhos...
dormi!

.
(Fonte: Poema - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB
.

música: My serenade - The Platters
publicado por Antonio Medeiro às 04:43
Segunda-feira, 29 / 09 / 08

EU VI

Textos Escolhidos

 

É inacreditável a prepotência de certas pessoinhas, filhos de certas pessoinhas cheias de dinheiro ou de autoridades, ou os dois; essa gente autoritária que ainda manda em muita coisa no Brasil.

Pois é!

Ontem, na rua, eu vi!

Um fusquinha 68, estacionado, uma senhora simpática ao volante; 50, 55 anos.

Um sujeitinho antipático, bem-aparentado, carrão, ray-ban; 30, 35 anos vai estacionar.

Vira pra cá, vira pra lá; barbeiro, bate no carro da simpática senhora.

A senhora desce do carro e vai ver o estrago.

O sujeitinho: tá olhando o quê, coroa!

A senhora: se tu machucou o meu 'Gladstone!'

O sujeitinho: esta lata velha tem nome?

A senhora: tem, o teu não tem?

O sujeitinho: ô vovó, eu é que tenho de verificar se esta lata velha não machucou a minha máquina!

A senhora: tu amassou o meu 'Gladstone' e vai ter que pagar!

O sujeitinho: pagar?, esta lata velha não vale nem um pneu do meu carro!

A senhora: mas vai ter que pagar!

O sujeitinho: ô vovó, você sabe com quem está falando?

Foi assim, juro que foi assim!

A senhora - falando alto, na frente dos aglomerados: sei, eu sei com quem eu estou falando! Eu sei quem tu é! Tu é um filho-da-puta metido à besta; um corno, um viado! Tu foi gerado na zona! A tua mãe é uma puta e o teu pai um gigolô, um corno manso que nem tu! A tua irmã é uma piranha, boqueteira! Aquele teu tio fazendeiro é um ladrão, um bandido! Aquele teu outro tio, juiz, é um viado igual a tu! Tua avó também é uma boqueteira, igual a tua irmã! Teu avô é um viado enrustido, igual ao teu pai! E conheço o teu namorado, aquele negão 4x4, de 1,90m, que, todos os dias, te cobre de beijos e de porradas!

O sujeitinho: sua vaca velha!, eu vou te dar um monte de pancadas!

A senhora: tu num vai dar nada, filho de uma quenga! Eu é que vou enfiar o dedo no teu furico e vou assobiar 'Saudades do Matão!'.

O sujeitinho: você vai se ferrar, sua vaca vagabunda!, você não conhece o meu pai!

A senhora - exibindo uma foto do sujeitinho: vou me ferrar nada, florzinha! Eu conheço aquele chifrudo do teu pai! Ele é meu irmão e eu sou tua tia! Fique sabendo que eu vim de muito longe pra ver aquele corno! 30 anos sem ver aquele viado! Fique sabendo que já limpei muito a tua bunda, seu fedelho, e sempre tive certeza que tu ia virar viado quando crescesse!

O sujeitinho: vermelho, verde, veadinho, pequenininho!...pessoinha!

Deu dó!

Mas que eu vi, eu vi!

E amei!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB
.

música: Forró do Mané Vito - Luiz Gonzaga
publicado por Antonio Medeiro às 03:38
Domingo, 28 / 09 / 08

A NOITE

Poemas Escolhidos

 

Homem de capote
lata batendo
cachorro encolhido.

 

No meio da noite
o estampido.

 

Zuuummm!...
faz o vento.

.
(Fonte: Poema - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB

.

música: Solitaire - Carpenters
publicado por Antonio Medeiro às 05:17
Sábado, 27 / 09 / 08

O DECRETO

Textos Escolhidos

 

O PRESIDENTE DO BRASIL, no uso das suas atribuições legais, decreta que, a partir desta data:

Está definitivamente banida a corrupção no país.

O salário de deputados e senadores fica fixado em R$ 415,00 (quatrocentos e quinze reais), por 70 (setenta) horas de trabalho semanais.

O salário do povo brasileiro fica fixado em R$ 24.500,00 (vinte e quatro mil e quinhentos reais), por 24 (vinte e quatro) horas de trabalho semanais.

É permitido ao povo brasileiro o uso de carro oficial para se dirigir ao shopping, ao supermercado, ao dentista ao cinema, ao jogo de futebol e à casa da sogra nos almoços de fim de semana.

Está vetado ao povo brasileiro o uso do jeitinho brasileiro.

O jeitinho brasileiro só poderá ser usado por deputados e senadores, em substituição ao jeitão que sempre usaram.

50% (cinqüenta por cento) do lucro dos banqueiros serão destinados ao fundo de educação para erradicar o analfabetismo no país.

Está vetada aos bancos a prática da agiotagem.

50% (cinqüenta por cento) do lucro dos empresários serão destinados ao fundo de criação de empregos, com o início imediato de obras de saneamento básico, recuperação de estradas, expansão da rede de água e de energia elétrica.

Está vetado aos empresários o desvio de dinheiro das empresas para enriquecimento ilícito.

Está vetado às empresas aéreas o atraso das suas aeronaves.

Está terminantemente proibido, de verdade, o desmatamento.

É considerado desmatamento o corte de uma única árvore.

Está terminantemente proibido, de verdade, a poluição das águas.

Está terminantemente proibida a venda indiscriminada de terras no litoral do Brasil, para estrangeiros.

Está terminantemente proibido, de verdade, a construção de prédios em toda a orla marítima do país.

Está terminantemente proibida, de verdade, a caça e a captura de animais da fauna brasileira.

Também proibido fica, de verdade, a retirada de qualquer espécime da flora brasileira.

A universidade pública passa a ser um direito de todos os brasileiros.

Todos os hospitais do país passarão a atender ao povo brasileiro, independente da posição social.

O Brasil passa a ser um país democrático.

Revogam-se todas as disposições contrárias.

Brasil, 27 de Setembro de 2008.

Assinado: Presidente do Brasil.
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB

.

música: Moro No Brasil - Seu Jorge
publicado por Antonio Medeiro às 04:28
Sexta-feira, 26 / 09 / 08

O SILÊNCIO

Poemas Escolhidos

 

Se é noite o silêncio
grita
morde, sangra
arranca-me as tripas.

 

O silêncio é faca
corte, bicho
o silêncio ataca
deixa-me aflito.

 

O silêncio é eco
de perguntas vivas
que meus olhos matam
por mero artifício.

 

O silêncio entra
cala-me as vísceras
enche-me o poço
de mortal lirismo.

 

O silêncio é vida
que dorme e palpita
mas também é morte
que sonha delitos.

.
(Fonte: Poema - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB

.

música: The sound of silence - Paul Simon
publicado por Antonio Medeiro às 04:49
Quinta-feira, 25 / 09 / 08

HOJE NÃO TEM MATÉRIA

Textos Escolhidos

 

Me desculpem, hoje não tem matéria!

Não vou escrever hoje!

Levantei, li os jornais, as revistas, a internet, vasculhei a minha vida; nada!, tudo na mais perfeita desordem, tudo como sempre foi e será.

Tudo tão igual desde que nasci!

Chega a ser assustadora essa mesmice entediante.

O governo continua inoperante.

Os políticos continuam uns caras-de-pau.

A sociedade continua hipócrita.

A igreja continua a 'igreja'.

Os militares continuam observando.

Tudo continua como está.

Como diz um amigo meu: "se melhorar, piora!"

Nós, seres humanos, principalmente os seres humanos brasileiros, conferimos à própria história um toque de idiotice endêmica e nos achamos os tais.

E só pra constar: IDIOTA NÃO TEM TÉDIO!

Eu não disse que não tinha assunto?
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB

.

música: Jack Soul Brasileiro - Lenine
publicado por Antonio Medeiro às 04:18
Quarta-feira, 24 / 09 / 08

O QUE SOU

Poemas Escolhidos

 

O que sou
é terem me cortado as asas
terem penetrado em mim
como ferro em brasa
é terem me confinado
numa casa
onde a porta de saída
é só entrada.

 

O que sou
é terem me roubado a vida
terem se incrustado em mim
como eterna ferida
é terem me feito andar
numa avenida
onde o horizonte
é uma guarita.

 

O que sou
é terem me feito espantalho
terem me sentado numa cadeira
no meio da sala
é terem me exigido silêncio
pra não assustar os pássaros
que em vôo calmo
desciam minha garganta abaixo
retornando definitivamente
a casa.

.
(Fonte: Poema - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB

música: Jura Secreta - Zélia Duncan
publicado por Antonio Medeiro às 04:26
Blog de TõeRoberto

Adamo&Isabelle

Setembro 2008

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18

Comentários recentes

  • Sem palavras, silenciou e falou.Sem Palavras! Caro...
  • Caro TõeRoberto,Exceto pela parte do dedo no vidro...
  • Elimine os filtros, Primo! Não é fácil... eu que o...
  • show de bola o texto, especialmente as frases fina...
  • Olá, desculpa o meu Português não escrever bem per...

mais comentados

Subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro