Na madrugada, os abutres farejam o esperma e o suor
exalados das prostitutas embriagadas do porto de Santos.

No ar, esperma, suor e café se misturam num cheiro azedo,
denso, maciço... sofrido!

É como uma sinfonia de cheiros
um perfume desmilinguido
atravessando a madrugada
como um longo e fino grito.
(Santos/Sp-04:11hs-Domingo)

publicado por Antonio Medeiro às 17:47