Casado sou há mais de 20 anos.

Sabe como é que é!

Alegrias, tristezas... tristezas&alegrias.

Às vezes penso no passado.

Aquelas coisas de homem casado.

Aquelas lembranças boas, boas, boas, ruins... boas&boas&boas. 
O sol nasce, se põe; a lua nasce, se põe... e a vida vai rolando dentro da medida do possível.

É a vida de um homem casado... e também de uma mulher casada!

Outro dia fuçando numas coisas velhas - aquelas coisas do passado que você nem se lembra mais que existem - achei a fita de vídeo do meu casamento.

Nem me lembrava mais que o meu casamento tinha sido filmado.

E nunca assisti à danada da fita!

Não se assiste a uma coisa dessas!

Nem naquele momento pensei em tal coisa!

Guardei novamente a fita.

Alguns dias depois dei de cara com a bendita fita: ela estava no vídeo.

Minha mulher já tinha assistido - depois me lembrei - umas 50 vezes e assistiu de novo.

Pensei: não é justo! Vou assistir pelo menos uma vez.

Liguei o vídeo.

A fita não tinha rodado totalmente.

Estava na hora do beijo, depois da aliança.

Apertei aquela setinha de voltar com a fita sendo executada.

Qual não foi minha surpresa ao me ver desbeijando a noiva, tirando a aliança do seu dedo, saindo da igreja, dando adeus pra todo os convidados e voltando rápido para a despedida de solteiro.

Uau!!!

Desde então assisto à fita todos os dias.

Mas só de trás pra frente! .
E o momento que eu mais gosto é quando eu desbeijo a noiva, tiro a aliança do seu dedo, saio da igreja, dou adeus aos convidados e volto pra despedida de solteiro.

Final perfeito para o que seria uma tragédia.

E foi!!!

De sonho também se vive!

E se apanha!!!

publicado por Antonio Medeiro às 09:42