Com calma, Emerenciano disse:

Pô, Maria Alice, tu saiu com o Marcão! Que merda!

Foi só um chamego, Emê! Um chameguinho de nada! Tu viajou, demorou. Tu sabe que eu num gosto de ficar sozinha.

Mas o Marcão? Logo o Marcão, que vive me chamando de corno?

É o que eu tinha na mão, meu nego! A próxima vez eu procuro outro, pode ser até o Lorinaldo!

O Lorinaldo? Mas logo o Lorinaldo, que vive me chamando de frouxo?

É não, meu dengo! Tu sabe que tu é meu rei! É só uma safadagenzinha. Eu me amarro mesmo é em tu! Fico toda arrepiadinha quando tô perto de tu.

Faz isto não, Maria Alice! Fica só comigo!

Dá não, meu precioso. Tu viaja, demora... tu sabe que eu num gosto de ficar sozinha! Então eu me enrabicho. Mas tu já prestou atenção? É tu chegar e eu corro que nem uma cadelinha pros teus braços. Au! Au! Au! Meu cachorrão!

Ah, minha cadelinha safada! Minha cabritinha sirigaita. Num sei por que aguento tu!

Tu me aguenta por que eu sou a tua quenguinha, a tua rapariguinha, o teu amorzinho e tenho aquilo que tu mais gosta... a tua cheirosinha. Chega aqui meu Francisco Cuoco de 30 anos, que eu vou te dar um trato. Vou te dar um banho de cheirosinha! Do jeitinho que tu gosta! Vem cá minha cervejinha gelada, meu pirão de carne, minha farinheira, meu final de semana. Meu pedação de mau caminho!

Tu é muito safada, Maria Alice! Safadinha!!! Safadin...! Safa...!

Ah, Emê! Tu é a minha tapioca de coco! O meu acarajé apimentado! O meu suvaco de cobra! O meu baião de dois! O meu Visa sem débitos.

Ah, Maria Alice! Minha cheirosinha sem-vergonha!

Ah, Emê! Gianechine dos meus sonhos! Meu Paul Newman de 18 anos! Minha perdição! Tu viaja quando, mesmo?

Segunda, minha cheirosinha, segunda!

Ah, meu croquetezinho!...

Ah, minha cheirosinha!....

Ah!...

publicado por Antonio Medeiro às 10:27